CULTURA

CULTURA

Fotos: Bruno Campos/ Arquivo PCR 

Amanhã, terça (23), história, cultura e resistência têm encontro marcado no Pátio de São Pedro, que recebe a sexta edição da Terça Negra, a partir das 19h. A celebração à cultura de matriz africana gratuita, aberta ao público e a céu aberto, renderá uma homenagem ao Orixá Ogum, com a participação especial do mestre Zeca do Rolete, griô e um dos maiores mestres do coco de roda pernambucano.

Programação

19h – Pregadores do Rap

20h – Maracatu Ogum Onilê

21h – Vôte o que é Isso

22h – Zeca do Rolete

CULTURA

Foto: divulgação 

Importante data do calendário do Conservatório Pernambucano de Música, o Dia Nacional do Choro será comemorado desta quinta-feira (11) a domingo (14), com atividades são gratuitas.  

Este ano, o evento homenageará o bandolinista e compositor Rossini Ferreira, que foi solista da Orquestra de Cordas Dedilhadas de Pernambuco e professor do CPM. O ponto alto das comemorações será na quinta-feira, quando ocorre o show do bandolinista Hamilton de Holanda. 

A programação tem início na quinta-feira (11), com um workshop de bandolim com Hamilton de Holanda, das 10h às 12h, na sede da escola.  À noite, acontece a abertura oficial das comemorações do Dia Nacional do Choro, com a apresentação do bandolinista, acompanhado pela Orquestra Matéria Prima, no Teatro de Santa Isabel, às 20h, com entrada gratuita. Já na sexta (12), o professor e integrante da Orquestra Matéria Prima, Maurício Cezar, ministra o workshop “Iniciando no choro”. A aula acontece em dois horários, das 9h às 10h30 e das 15h às 16h30, no CPM, com a participação especial do músico Arthur Philipe. 

Oficinas de canto, percussão, sopro, cavaquinho e violão de seis e sete cordas acontecerão na escola de música durante o sábado (13) pela manhã, 9h às 12h, e tarde, 13h às 16h. No domingo, o músico Maurício Cezar promove a oficina prática de conjunto e roda de choro, das 9h às 12h. As inscrições para estas aulas são gratuitas e podem ser realizadas na secretaria do Conservatório Pernambucano de Música. 

Encerrando a semana, no domingo, às 16h, os pianistas Elyanna Caldas e Levy Guedes apresentam o concerto Dois Pianos no Choro no Auditório Cussy de Almeida. O percussionista Júnior Teles e o violonista Bozó 7 Cordas também participam do concerto.

CULTURA

Foto: divulgação 

O artista plástico Raul Córdula, com exposição aberta na Arte Plural Galeria (APG) tem encontro marcado com admiradores de seu trabalho neste sábado (13.04), a partir das 16h. Em uma conversa descontraída, Córdula junto com a curadora da mostra Joana D’Arc Lima, fala sobre a sua nova mostra, além de comentar sobre sua trajetória e seu processo criativo. A entrada é gratuita.  

Para quem ainda não conferiu a mostra, o encontro também é uma oportunidade. São 18 obras entre pinturas em telas, desenhos e escultura, algumas inéditas e outras do acervo pessoal do artista. A mostra fica aberta ao público até 18 de maio, de terça a sexta, das 13h às 19h. Aos sábados, o funcionamento da galeria é das 14h às 18h. 

A Arte Plural Galeria fica na Rua da Moeda, 140, Bairro do Recife – Recife/ PE

Informações: (81) 3424.4431.

CULTURA

Foto: divulgação

O artista plástico Raul Córdula apresenta até 18 de maio, sua nova exposição, na Arte Plural Galeria (APG), no Recife. A mostra irá reúne 18 obras entre pinturas em telas, desenhos e escultura, algumas inéditas e outras emblemáticas do seu acervo pessoal. A curadoria é da paulista Joana D’Arc Lima.

Essa é a primeira exposição individual da APG em 2019. A mostra, que sucede a exposição coletiva ‘Mistério do Planeta’, fica aberta ao público sempre de terça a sexta, das 13h às 19h. Aos sábados, o funcionamento da galeria é das 14h às 18h. A entrada é gratuita.

CULTURA

Foto: divulgação 

O multiartista pernambucano Carlos Vasconcelos movimenta neste 2019 novos projetos com a perspectiva de expandir o ato criativo, inclusive com resgate de sua trajetória de mais de 40 anos de trabalho na fotografia, arte, cultura na forma de vídeos em canal no youtube. Expansão da criatividade é perspectiva do projeto do incansável fotógrafo, escultor, desenhista, que vem desenvolvendo diversos projetos em design, concept art, fotografia, animação, toy art. Investindo em tutoriais em vídeo e em produções que carregam um olhar particular de tudo ao seu redor, o também diretor de arte e criação para contribuir com o processo de arte e compartilhar conhecimento sobre fotografia, pintura, cultura, design e tradições.

Uma das investidas do diretor do Centro Cultural de Criação, na Boa Vista, é retratar olhares distintos sobre lugares, situações e cenários do nosso dia a dia em foto e vídeo como uma Feira Livre no Nordeste, uma Viagem curiosa de Taxi, a efervescência do Mercado de São José e o charme do Mirante do Sesc em São Paulo. Para conferir: https://www.youtube.com/watch?v=cB7P-dbOW1M

CULTURA

Foto: divulgação

A exposição “Quando a vida é uma euforia” de Joana Lira. que está em cartaz no Centro Cultural Cais do Sertão, tem realizado uma série de conversas, oficinas e espetáculos em sua programação paralela. Para o sábado (16), o espetáculo “Entre Ruas” do Studio Viégas de Dança acontecerá no percurso do Marco Zero ao Cais do Sertão, a partir das 16h. “Entre Ruas” é conhecido por leva a o público a um mergulho do frevo a partir de uma itinerância pelas ruas e praças histórias do Recife e Olinda, onde o mesmo teve suas primeiras aparições e resistência.

Alinhavado pela literatura de cordel, o espetáculo é a cidade, sua história e arquitetura, seu povo e sua espontaneidade, revivendo seus mestres. É o frevo de ontem e de hoje, cada vez mais vivo e vivido pela sociedade. O espetáculo tem direção artística e coreografia de Alexandre Macedo, que estará no domingo (17), a partir das 15h, realizando uma oficina de frevo para iniciar o público no “passo”. A oficina acontece na Sala Moxotó no Centro Cultural Cais do Sertão com 02 horas de duração a partir de 12 anos.

CULTURA

Foto: divulgação

A Arte Plural Galeria (APG) começa o ano com a exposição “Mistério do planeta”, coletânea que reúne trabalhos de 12 artistas plásticos e 03 fotógrafos. A mostra fica aberta ao público até o dia 21 de fevereiro, sempre de terça a sexta, das 13h às 19h; aos sábados, das 14h às 18h. A entrada é gratuita.

A exposição foi inspirada numa canção do grupo “Novos Baianos”, lançada em 1972 com composição de Moraes Moreira e Luiz Galvão. Os interessados podem conferir um total de 23 obras – entre telas, esculturas e fotografias, do acervo da Galeria. Participam da exposição coletiva Ana Vaz, Alexandre Severo (in memorian), Daaniel Araújo, David Alfonso, Dani Acioli, Gabriel Petribú, Gegê Pedrosa, Gustavo Bettini, Lara Albuquerque, Luciano Pinheiro, Manoel Veiga, Rinaldo Silva, Roberto Ploeg, Sebastião Pedrosa e Pragana. Local: Rua da Moeda, 140, Bairro do Recife – Recife/ PE. Informações: (81) 3424.4431.

CULTURA

1

Foto: divulgação

Quem ainda não viu só tem até o próximo domingo para contemplar a exposição Coração de Pedra, da figurinista pernambucana Carol Monteiro, no Museu de Arte Moderna Aloisio Magalhães (MAMAM). Em cartaz desde 6 de dezembro na sala Aquário Oitica do museu, a mostra está ancorada numa preocupação com a sustentabilidade e revela uma rica zona de  intersecção entre arte e moda em uma produção fortemente inspirada na paisagem dos sertões nordestinos.

A artista utiliza materiais diversos em seu processo criativo. Desde pedras de diferentes tipos e formatos, encontradas na paisagem sertaneja, a fragmentos de ossos de animais e itens garimpados de sucata, que foram reutilizados para compor cada um dos trabalhos.

Reconstruindo paisagens afetivas, a artista cria uma poética arte de originalidade e força na busca por uma estética peculiar, que faz referência a suas origens. O acesso ao MAMAM é gratuito e o museu está aberto nesta sexta (19), das 12h às 18h, e no sábado (20) e no domingo, das 13h às 17h. 

 

CULTURA

2

Foto: Mayra Azzi

“Quando a vida é uma euforia” traz obras da artista gráfica Joana Lira desenvolvidas ao longo de dez anos de sua participação no projeto de intervenção urbana da cenografia do carnaval do Recife. Com curadoria de Mamé Shimabukuro, após passar pelo Instituto Tomie Ohtake em São Paulo, a exposição chega ao Cais do Sertão entre 15 de janeiro e 17 de março de 2019, mostrando recortes da criação desenvolvida para os dias de folia na capital pernambucana.

Com produção de Carla Valença, da Relicário, a exposição irá ocupar a Sala São Francisco e o Espaço Umbuzeiro do Cais do Sertão em cinco núcleos com as inspirações e o processo criativo da artista. É aqui onde uma das salas vai trazer as sensações do carnaval ao visitante através de imagens e sons, onde cada um sai do lugar de contemplação para começar a sentir a festa pulsando dentro de si.

Em paralelo à exposição, “Quando a vida é uma euforia” terá ações educativas a partir da interlocução poética do carnaval e as obras de Joana Lira com experiências vivenciadas pelo público nas ruas do Bairro do Recife, onde o carnaval atinge sua apoteose. Esta é uma forma de dialogar entre a poética visual e a linguagem traduzida das manifestações populares em espaços públicos.

CULTURA

1

Foto: divulgação

Luciana Santana recebe na sua Pousada Atapuz neste fim de semana (12 e 13/01) a cena do cinema pernambucano, que realiza o 8º Encontro do Arranjo Produtivo Local do Audiovisual. O evento, que integra a Mostra Canavial de Cinema, inclui debates, oficinas e uma série de shows gratuitos para pensar, discutir e celebrar a cultura produzida no Estado e, em especial, na Mata Norte do Estado.

Sob coordenação dos produtores Caio Dornelas e Mery Lemos, o encontro inclui rodas de debate com nomes de referência da região, entre eles Alexandre Soares Taquary, Marlom Meirelles e Durval Cristóvão. Também acontece no local uma sessão de cinema especial com filmes produzidos na Zona da Mata no ano de 2018.

Após as exibições, o local ganha uma festa especial com shows da nova música autoral pernambucana, contemplando cantores e compositores de destaque do Recife e outras regiões do Estado. Haverá apresentações de Ágda Moura, Igor de Carvalho, Juliano Holanda, Luiza Fittipaldi, Lucas Torres e Sam Silva, com direto a after comandado pela DJ Carlota.

Toda a programação é gratuita e aberta ao público. Mais informações sobre o encontro no site oficial do evento: www.mostracanavial.com.br

POR MARISTELA BELTRÃO

A Revista Club foi a primeira revista social de Recife, lançada em 1999. Em 2008, seguindo a tendência global, a Revista Club impressa foi transformada em virtual, que volta a circular depois de uma breve parada, sempre com Maristela Beltrão no comando.

LER MAIS

RECEBA NOVIDADES

Cadastre-se e fique por dentro de tudo que rola na sociedade pernambucana.

Facebook

INSTAGRAM