CULTURA

CULTURA

Foto: divulgação

O Festival Virtuosi, que acontece de 19 a 21 de dezembro, com uma maratona inédita de música clássica e intervenções artísticas, no Pátio de São Pedro, engrossa o caldo do TURISMO CRIATIVOda cidade. As apresentações são gratuitas.

A maratona de celebração à música clássica, além de contar com programas e atrações variadas, inclusive no lado externo da Igreja de São Pedro, também traz performances, intervenções artísticas, feira livre e o festival Delícias da Comunidade, com o melhor da gastronomia local. 

Em sua 22ª edição, através do Virtuosi Diálogos, o festival também promove para o público a oficina “Aprendendo a Ouvir Música Clássica”, com o compositor Marcilio Onofre. As inscrições são completamente gratuitas e já podem ser feitas do site www.virtuosi.com.br

PROGRAMAÇÃO

AUDITÓRIO DO APOLO 235

VIRTUOSI DIÁLOGOS

19 e 20 | 12    10 às 12h

Aprendendo a ouvir música clássica

Talks com Marcilio Onofre

19 | QUINTA

19h      

LIQUID VOICES – A HISTÓRIA DE  MATHILDA SEGALESCU

JOCY DE OLIVEIRA, compositora e diretora

Primeira ópera cinemática – Estréia no Nordeste

Talks com a compositora Jocy de Oliveira

IGREJA SÃO PEDRO DOS CLÉRIGOS

20 | SEXTA

19h

ANDRÉ MEHMARI & AMIGOS

ANDRÉ MEHMARI, piano

RAFAEL ALTINO, viola

TIM KLIPHUIS, violino

BETINA STEGMANN, violino

MARCELO JAFFÉ, viola

BRUNO LIMA, cello

GUEBER SANTOS, clarinete

21 | SÁBADO

VIRTUOSI NO TURISMO CRIATIVO

15h30 – Discotecagem 

16h00 – Performance Naldo Lopes Naldo Lopes, Okado do Canal, Orum Santana

16h15 – Hip hop Okado do Canal

16h30 – Atração a ser confirmada

17h30 – Duo de performance Naldo + Okado

18h00 – XXII VIRTUOSI

21h00 – Amaro Freitas Trio + performance Orum Santana + pirofagia

22h00 – Encerramento 

15h30 às 22h – Feira Livre do Poço / Balanços no Pátio / Delícias da Comunidade

18h      RAFAEL ALTINO, viola

Johann Sebastian BACH [1685-1750 

Krzysztof PENDERECKI [1933]

Bent SØRENSEN [1958] 

Søren Nils EICHBERG [1973]

19h      PROJETO CHACONNE

Johann Sebastian BACH [1685-1750]

Partita em ré menor para violino solo, BWV 1004

CHACONNE

TIM KLIPHUIS, violino

ANDRÉ MEHMARI 

RAFAEL ALTINO, viola

TACIANA DAMIÃO, soprano

JÉSSICA SOARES, mezzo soprano

DIEL RODRIGUES, tenor

19h45

LUIZA FITTIPALDI, voz

TIAGO RAD, violão e guitarra

20h15      VERÃO & INVERNO

Antonio VIVALDI

Concerto nº 2 em sol menor, Op.8 “Verão”

Concerto nº4 em fá menor Op.8, “Inverno”

RAFAEL ALTINO, viola

TIM KLIPHUIS & CORDAS

Tim KLIPHUIS

Astor’s Dream 

VIVALDI/KLIPHUIS

Reflecting the Seasons

S.Grappelli/arr.T Kliphuis / N. Clark

Souvenir de Villingen

ORQUESTRA JOVEM DE PERNAMBUCO

RAFAEL GARCIA, regente

CULTURA

Foto: Jan Ribeiro/Secult PE 

De 9 e 14 de dezembro, no cinema São Luiz, acontece 21ª do Festival de Curtas de Pernambuco (FestCine), que este ano homenageia o cineasta Alexandre Figueirôa e a atriz Conceição Camarotti. De um total de 152 trabalhos inscritos, foram selecionadas 49 obras para a programação, que disputam um total de R$ 58,5 mil em premiações, divididas na Mostra Competitiva Geral e na Mostra Competitiva de Formação.

Programação completa

Local: Cinema São Luiz (Rua da Aurora, 175 – Boa Vista, Recife/PE)

Acesso gratuito

Segunda-feira (9/12)

18h30 – Abertura do 21º FestCine

Mostra Competitiva Formação (56 minutos)

Classificação:

Espelhos (Documentário, 8 minutos), de Carol Lima.

Linha da Mão (Documentário, 17 minutos), de Victória Drahomiro.

O menino que tinha medo do rio (Ficção, 20 minutos), de Dir. Coletiva.

Notícias de São Paulo (Documentário, 11 minutos), de Priscila Nascimento.

Mostra Competitiva Geral (98 minutos)

Classificação:

Marie (Ficção, 25 minutos), de Leo Tabosa.

Não moro mais aqui (Animação, 10 minutos), de Laura de Araújo.

Corpo Em Brasa – Romero Ferro e Duda Beat (Videoclipe, 4 minutos), de Sâmia Emerenciano.

Deus te dê boa sorte (Documentário, 23 minutos), de Jacqueline Farias.

Terça-feira (10/12)

Mostra Competitiva Formação (55 minutos)

Classificação: 14 anos

A Última Feira (Documentário, 20 minutos), de Tharciele Santiago.

AA- (Ficção, 11 minutos) de Pedro Ferreira.

Cena Jazz (Documentário, 24 minutos) de Tiago Silva

Mostra Competitiva Geral (92 minutos)

Classificação: 14 anos   

Ex-Humanos (Ficção, 17 minutos), de Mariana Porto.

Barbas de Molho (Animação, 11 minutos), de Eduardo Padrão e Leanndro Amorim.

Nome de Batismo – Frances (Documentário, 16 minutos), de Tila Chitunda.

Revólver (Vídeo clipe, 4 minutos), de Cezar Maia.

Banzo (Experimental, 7 minutos), de Rafael Nascimento.

Caranguejo Rei (Ficção, 23 minutos), de Taciano da Silva.

Elos (Documentário, 12 minutos), de Juliana Lima.

Desumanize o Humano (Vídeo Clipe, 3 minutos), de Sérgio Dantas.

Quarta-feira (11/12)

19h – Mostra Competitiva Geral (58 minutos)

Classificação: 12 anos

BRAVO! (Documentário, 22 minutos), de João Gabriel Lourenço.

Legado e Resistência (Documentário, 10 minutos), de Dir. Coletiva.

FilmeClipe Favela em Crise – Marolas Crew (Documentário, 10 minutos), de Dir. Coletiva.

Nu NgiSénégal: Imigrantes no Recife (Documentário, 16 minutos), de Erick da Silva.

Mostra Competitiva Geral (92 minutos)

Classificação: 14 anos   

Volta Seca (Ficção, 21 minutos), de Roberto Veiga .

Um peixe pra dois (Animação, 10 minutos), de Chia Beloto e Marila Cantuária.

PiuPiu (Documentário, 16 minutos), de Alexandre Figueirôa.

Corpo Monumento (Experimental, 18 minutos), de Alexandre Salomão.

Suporto Perder (Videoclipe, 7 minutos), de Cezar Maia.

O balido interno (Ficção, 15 minutos), de Eder Deó.

Zumbi (Videoclipe, 6 minutos), de Rafaela Gomes.

Quinta-feira (12/12)

18h30 – Mostra Competitiva Geral (100 minutos)

Classificação: 12 anos

Mansão do Amor (Ficção, 17 minutos) de Renata Pinheiro.

O mundo de Clara (Animação, 7 minutos) de Ayodê França.

Eu falo com todo mundo (Videoclipe, 4 minutos), de Buguinha Dub e Costa Neto.

Hoje sou felicidade (Documentário, 20 minutos), de João Luís e Tiago Aguiar.

Rosário (Ficção, 19 minutos) Juliana Soares e Igor Travassos.

Quarto Negro (Ficção, 23 minutos), de Carlos Kamara.

Na busca do Conhecimento (Videoclipe, 4 minutos), de Cassiano Cassique.

Dias tão vermelhos (Experimental, 4 minutos), de Clara Gouvêa.

Hotel Central (Documentário, 18 minutos), de Tiago Martins Rêgo

Brega Protesto – Sem Destruição (Videoclipe, 3 minutos), de Dir. Coletiva.

Sexta-feira (13/12)

18h30 – Mostra Competitiva Geral (102 minutos)

Classificação: 16 anos

Até 10 (Ficção, 10 minutos), de Gabriel Coelho.

Una – Faz Ideia (Videoclipe, 10 minutos), de Chico Ludermir.

Quando a chuva vem? (Animação, 8 minutos), deJefferson Batista.

Naticoda (Experimental, 13 minutos), de Taciano Valério.

Atrofia (Ficção, 15 minutos ), de Geisla Fernandes e Wllyssys Wolfgang.

ARRETE – NUM ME ENCABULE (Videoclipe, 04 minutos), de Nathalia Simião.

Sambada dos Mascarados (Documentário, 24 minutos), de Chia Beloto e Rui Mendonça.

D-20 Vermelha (Ficção, 11minutos), de Djaelton Quirino.

Ouça o corpo falar (Experimental, 17minutos), de Ana Gabriela e Sofia de Oliveira.

Sábado (14/12)

17h – Sessão Especial com acessibilidade comunicacional

Classificação: Livre

Bacurau(Ficção, 130 minutos, 2019), de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles

19h – Sessão especial Mostra Documentando

20h – Cerimônia de Encerramento 

CULTURA

Foto: divulgação

Com o objetivo de incentivar trocas artísticas e afetivas, o Museu Murillo La Greca promove o Permuta Cultural. O evento ocorre neste sábado (30), a partir das 15h, no jardim do centro cultural. Além do escambo, o local vai contar com uma radiola de fichas e show do cantor pernambucano Barro.

As permutas podem envolver trabalhos artísticos (pinturas, esculturas, desenhos, ilustrações), produtos manufaturados, serviços (massagens, tatuagens), objetos pessoais (discos, livros, DVDs), entre outras possibilidades. Trocas em dinheiro não serão permitidas. A ação planeja desconstruir a ideia de um comércio artístico que se baseie apenas na lógica monetária.

Edital de ocupação

O Museu Murillo La Greca segue com convocatória aberta para artistas, arte-educadores, coletivos, curadores interessados em apresentar propostas vinculadas às artes visuais para a “Agenda La Greca”, temporada 2020. As inscrições são gratuitas, vão até o dia 11 de janeiro de 2020 e podem ser feitas via formulário online.

Link para edital e anexos clique aqui.

Informações e dúvidas podem ser esclarecidas pelo e-mail educativommlg@gmail.com e pelo telefone (81) 3355-3129.

Rua Leonardo Bezerra Cavalcante, 366 – Parnamirim.

Informações: producao.lagreca@gmail.com

CULTURA

Foto: divulgação

Será lançado nesta sexta-feira (29), o site do projeto “O Palco é a Rua – A Música nos Espaços Populares. Com um rico acervo de instrumentistas, compositores e improvisadores, que se apresentam em praças, transportes públicos, feiras, mercados, pontos turísticos e áreas que constituem espaços tradicionais das manifestações culturais de rua, do estado.

Com vídeos, fotos, textos e entrevistas, através do www.opalcoearua.com.br, o site trará semanalmente, conteúdos específicos de cada artista. O trabalho ainda se desdobrará em um documentário que será lançado em 2020.

Capitaneado pela Theia Produtores Associadosatravés dos pesquisadores e produtores Laura Sousa e Guilherme Patriota, e com incentivo do Funcultura da Música, “O Palco é a Rua – A Música nos Espaços Populares” já passou por Petrolina e Caruaru e aporta em Goiana, de (03 à 08 de dezembro) e de (03 à 30 de janeiro de 2020), em Recife, para busca e estudo de novos artistas. 

CULTURA

Foto: divulgação

A exposição “Guita Charifker – Paisagem Onírica”, que apresenta a trajetória de intensa atividade artística da pintora pernambucana falecida em 2017, chega aos seus últimos dias na CAIXA Cultural Recife, podendo ser visitada até este domingo, 17 de novembro. Com curadoria de Marcus de Lontra Costa, a expo reúne cerca de 60 obras, entre gravuras, desenhos, pinturas e em especial as aquarelas, técnica na qual Guita encontrou seu principal meio de expressão e nas quais utiliza uma gama cromática surpreendente e luminosa. Com entrada franca e patrocínio da Caixa Econômica Federal, “Paisagem Onírica” pode ser visitada de terça-feira a sábado das 10h às 20h, e nos domingos, das 10h às 17h.

A mostra, que começou a ser idealizada com a artista ainda em vida, é a primeira exposição póstuma em sua homenagem, reunindo um panorama de sua produção, com obras produzidas desde a década de 1960, e também fotos e vídeos que apresentam a artista e as fases de sua obra. As peças foram selecionadas de coleções particulares e também do acervo pessoal e familiar de Charifker.

A CAIXA Cultural Recife fica na Avenida Alfredo Lisboa, 505, Bairro do Recife, Recife/PE.

CULTURA

Foto: divulgação

 Em sua nova exposição na Arte Plural Galeria, o artista Renato Valle faz uma reflexão sobre o ofício e suas escolhas ao longo de uma trajetória de 40 anos dedicados exclusivamente à arte. O vernissage acontece na próxima terça-feira (15.10), para convidados. A mostra, que encerra o calendário da galeria neste ano, segue aberta ao público até 21 de dezembro, com entrada gratuita, no horário de funcionamento da galeria.
 
Como o título mesmo anuncia, a “A Revisão da Pintura” é um convite para análise do que melhor caracteriza o trabalho artístico de Renato Valle. A mostra reúne um total de 19 obras a óleo de dimensões variadas, entre elas um políptico composto por quatro telas e outro com doze. Nesta série inédita realizada especialmente para esta exposição, as peças trazem temáticas e técnicas consagradas dentro da linha de trabalho do artista, que celebrou no ano passado quatro décadas de carreira, junto com os 60 anos de vida.   
 
A Arte Plural Galeria fica na Rua da Moeda, 140 – Bairro do Recife. Mais informações: (81) 3424-4431.

CULTURA

Foto: divulgação 

Após passar por quatro continentes, o concerto multimídia “Tocando Portugal” será apresentado pelo trio português Rumos Ensemble na sede do Conservatório Pernambucano de Música. O recital, que reúne músicas e intérpretes portugueses que dialogam com imagens de todas as regiões do país, será nessa terça-feira (2), às 19h30, no Auditório Cussy de Almeida, na sede da escola de música. A programação é gratuita. 

O projeto, formado pelos músicos Anne Victorino d’Almeida, Luís Gomes e João Vasco, traz uma seleção de músicas portuguesas, arranjadas especialmente para trio de violino, clarinete e piano. As canções se alinham com a projeção de filmes inéditos de cada região, mostrando a beleza natural de Portugal e depoimentos de personalidades locais.  

Antes da apresentação, os músicos realizam masterclasses de violino e clarinete, das 14h às 17h, na sede do Conservatório Pernambucano de Música. Para participar da masterclass de violino com a professora Anne Victorino d’Almeida, é preciso se inscrever no link: https://bit.ly/2ZSCpEL. Para assistir a aula de clarinete com o professor Luís Gomes, o link de inscrição é: https://bit.ly/2ZVRJRe. As aulas são voltadas para estudantes e profissionais da música. 

CULTURA

Foto: divulgação

Um dos nomes mais respeitados das artes visuais do Brasil, Adriana Varejão terá pela primeira vez um conjunto significativo de sua obra exposto no Recife. A mostra Adriana Varejão – Por uma retórica canibal, aporta na capital pernambucana, com abertura agendada para o dia 28 de junho, às 19h, no Museu de Arte Moderna Aloisio Magalhães (MAMAM).

A exposição ficará em cartaz, com visitação gratuita, até 08 de setembro. Com curadoria de Luisa Duarte, a mostra faz parte de um projeto que pretende descentralizar o acesso à importante produção da artista carioca, exibindo 25 obras dos seus mais de 30 anos de trajetória, realizadas entre 1992 e 2018.

Adriana conta que quando começou a pintar e pesquisar sobre o barroco, tomou como referência várias igrejas do Recife, como a Basílica de Nossa Senhora do Carmo, o Convento de Santo Antônio e a Igreja de Nossa Senhora da Conceição dos Militares. Outra lembrança da artista é de uma visita à feira de Caruaru, onde se deparou com as carnes de charque dobradas e cortadas em nacos, surgindo daí a série das Ruínas de Charque, desenvolvida até hoje.

Adriana Varejão é representada pelas Galerias Fortes D’Aloia & Gabriel, Gagosian e Victoria Miro.

O MAMAM fica na Rua da Aurora, 265. Recife- PE. Informações: 81 3355.68. Visitação de terça a sexta, 12 às 18h. Sábados e domingos, 13 às 17h.

CULTURA

Foto: divulgação

2ª Mostra de Cinema do Brasil em Lisboa ganha este ano uma versão ainda mais completa. O evento organizadao pela Embaixada do Brasil em Lisboa, em parceria com o Cinema São Jorge e a Linhas Produções Culturais, vai até o dia 30 desse mês.

A Mostra terá entre suas convidadas a atriz Marjorie Estiano, protagonista do longa As Boas Maneiras (fantasia | drama), de Juliana Rojas e Marcos Dutra. O filme será exibido no dia 29/06, às 21h.

RICA PROGRAMAÇAO

Um dos destaques da mostra é o documentário Eu, meu pai e Os Cariocas, de Lúcia Veríssimo, que será exibido no dia 27/06, às 20h. Após a sessão haverá um debate sobre a obra com a diretora. O documentário mostra a história do Grupo Os Cariocas e tinha como maestro Severino Filho, pai de Lúcia.

Quem é fã da música brasileira também não deve deixar de assistir ao documentário Damas do Samba (dia 28/06, às 17h) e também ao longa de ficção Todas as Canções de Amor, romance que traz no elenco Marina Ruy Barbosa, Bruno Gagliasso, Julio Andrade e Luiza Mariani.

O bullying cometido na adolescência e até mesmo a pedofilia são tratados em outros dois filmes: Ferrugem, de Aly Muritiba, e Aos Teus Olhos, de Carolina Jabor. Completam a Mostra os longas Divinas Divas (documentário), de Leandra Leal, Temporada (drama), de André Novais Oliveira, Talvez Uma História de Amor (comédia romântica), de Rodrigo Bernardo, O Animal Cordial (thriller | suspense), de Gabriela Amaral Almeida, Intimidade entre Estranhos(drama), de  José Alvarenga Jr, Cinderela Pop (fantasia | comédia), de Bruno Garotti, Rasga Coração (drama), de Jorge Furtado, Irmão do Jorel (animação), de Juliano Enrico, e Mulheres Alteradas (comédia), de Luis Pinheiro.

CURTAS

No domingo, dia 30/06, às 17h, serão exibidos os curtas O Órfão, de Carolina Marcowicz), Eu, Minha Mãe e Wallace, de Eduardo Carvalho e Marcos Carvalho, Guaxuma, de Nara Normande, Mesmo com Tanta Agonia, de Alice Andrade Drummond e A Volta para Casa, de Diego Freitas.

EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA

Durante todo o período da 2ª Mostra de Cinema do Brasil em Lisboa, o Cine São Jorge também abriga uma exposição do fotógrafo brasileiro Daryan Dornelles. São mais de 100 imagens de alguns dos mais consagrados artistas brasileiros como Chico Buarque de Holanda, Fernanda Montenegro, Gilberto Gil, Wagner Moura e Maria Bethânia.

CULTURA

Foto: divulgação

A união entre artes plásticas e arte gastronômica gera bons resultados. O Villa Cozinha de Bistrô, do chef Joca Pontes, decidiu apostar nessa ideia e para isso o restaurante, localizado no Shopping Tacaruna, abre as portas para artistas plásticos locais apresentarem seus trabalhos nas paredes do bistrô. O projeto é intitulado “Nossos Artistas” e apresenta a exposição “Eu Vi Lá”, dos artistas plásticos Sandro Maciel e Fábio Rafael. A curadoria é de Márcia Cabral e a exposição fica em cartaz até o dia 30 de junho.

POR MARISTELA BELTRÃO

A Revista Club foi a primeira revista social de Recife, lançada em 1999. Em 2008, seguindo a tendência global, a Revista Club impressa foi transformada em virtual, que volta a circular depois de uma breve parada, sempre com Maristela Beltrão no comando.

LER MAIS

RECEBA NOVIDADES

Cadastre-se e fique por dentro de tudo que rola na sociedade pernambucana.

Facebook

INSTAGRAM