Sem categoria

Ceia de Natal do Barbarico. Ainda dá tempo de encomendar

ceia

Foto: divulgação

No Recife, encomendar a Ceia de Natal no Barbarico é uma tradição – o restaurante italiano funciona na capital pernambucana desde 1983. Por serem muitos os itens, selecionamos alguns que consideramos massa a relação custo/benefício. Um PS: com exceção do peru, os preços são relativos ao quilo.

Para bem começar a celebração, salpicão de frango (R$ 68,00), salada de camarões e batatas (R$ 81,00), quiche de alho poró ( R$ 51,00), torta de bacalhau (R$ 69,00) e torta de palmito (R$ 55,00).

Para quem quer fugir do peru ou oferecer uma alternativa para, o Barbarico disponibiliza oito opções de filé mignon – rústico, ao molho madeira, gorgonzola, ao molho de pimenta verde, com cebola ao balsâmico, com champignon, ao molho mostarda e ao vinho tinto com maçã (todos custam R$ 129,00). O lombo suíno ao molho de vinho tinto custa R$ 94,00. Ótima pedida é o bacalhau rústico, desfiado e servido com batatas, cebolas e azeitonas (R$ 150,00).

Se o peru é indispensável, o Barbarico trabalha com duas escolhas. Peru grande inteiro decorado, que tem em torno de 8 quilos (R$ 495,00) e o peru médio inteiro decorado, que pesa entre 4 e 5 quilos (R$ 350,00). O menu de sobremesa é igualmente extenso, mas, ficando no muito clássico, pavê de nozes ( R$ 65,00).

As encomendas para a Ceia de Natal podem ser feitas até o dia 23, das 9 às 21h. O Barbarico fica na Domingos Ferreira, 2655, Boa Viagem, Recife. Mais informações e encomendas: (81) 3325-3310/ 3325-4268.

Compartilhar esse artigo

Posts relacionados

Escrever uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

POR MARISTELA BELTRÃO

A Revista Club foi a primeira revista social de Recife, lançada em 1999. Em 2008, seguindo a tendência global, a Revista Club impressa foi transformada em virtual, que volta a circular depois de uma breve parada, sempre com Maristela Beltrão no comando.

LER MAIS

RECEBA NOVIDADES

Cadastre-se e fique por dentro de tudo que rola na sociedade pernambucana.

Facebook

INSTAGRAM